sábado, 17 de novembro de 2007

O 1º álbum de... INXS!

Depois dos U2, a rúbrica " O 1º álbum de... " vai trazer-nos outra grande banda que, pelo menos durante a década de 80 e início de 90, chegou a rivalizar em popularidade com os irlandeses. Estamos a falar dos INXS, provavelmente a maior banda de Rock da Austrália. Êxitos como Original Sin e Listen Like Thieves abriram as portas para o sucesso, mas seriam os álbuns Kick de 1987 (New Sensation, Devil Inside, Need You Tonight, Never Tear Us Apart, Mystify...) e X de 1990 (Suicide Blonde, Disappear, By My Side, Bitter Tears...) a consagrar definitivamente o grupo como um fenómeno à escala global. Os INXS foram, de facto, uma banda de estádio que facilmente esgotava grandes recintos por tudo o mundo. Como exemplo maior temos o grandioso concerto no antigo Estádio de Wembley em 1991. Apesar de todo este mediatismo, as vozes críticas duvidavam das virtudes do colectivo liderado por Michael Hutchence, apontando o dedo para o rock demasiado formatado dos australianos. As performances ao vivo também não escaparam à crítica, apresentando poucas diferenças em relação às versões de estúdio. Para os mais puristas, os INXS dificilmente eram olhados como uma verdadeira banda Rock.
O carisma do seu vocalista e as excelentes produções dos videoclips tornaram-se imagens de marca da banda. No final da década de 80 os INXS estavam na moda e eram o orgulho de qualquer jovem que se dizia fã ou apenas simpatizante da sua música. Mas em 1980 a realidade era bem diferente... os INXS eram uma banda de New Wave relativamente desconhecida. Just Keep Walking foi o single de apresentação retirado do primeiro álbum INXS, cujo video terá custado a módica quantia de 1.200 dólares. Com uma produção quase artesanal Michael Hutchence apresenta-se muito ao estilo Mick Jagger, em termos físicos e de performance. A sonoridade pouco ou nada tinha a ver com o som que tornaria o grupo conhecido do grande público anos mais tarde. Just Keep Walking aproximava-se mais de uns Talking Heads ou de uns Duran Duran dos primeiros tempos, senão vejamos...

1º Álbum - INXS - 1980
  1. On A Bus
  2. Doctor
  3. Just Keep Walking
  4. Learn To Smile
  5. Jumping
  6. In Vain
  7. Roller Skating
  8. Body Language
  9. Newsreel Babies
  10. Wishy Washy

5 comentários:

Anónimo disse...

Ora aí está uma excelente banda!
Never tear us apart (grande solo de saxofone) e Mistify talvez sejam as melhores, juntamente com o dançável Suicide Blonde.

É um som que se ouve sempre, apesar de passados 20 anos, mesmo o mais "alternativo" Taste It ou Don't lose your head...

Pena o fim trágico de Hutchence. Recordo-me, como se tivesse sido ontem, quando soubre atraves de um amigo meu (que o idolotrava e foi cantar uma musica deles ao Chuva de Estrelas) me ocntou que se tinha suicidado. Foi o fim de uma das maiores bandas de sempre.

Encheu estadios e recordo-me de um Rock in Rio (no Rio de Janeiro, salvo erro em 1991) em que foi um sucesso.

Ricardo S

Rodrigues disse...

Grande banda, Grandes sons que apresentaram. Continauam a ter um grande cantinho nos sons que ouço.
Com a vaga de reuniões e consequentes substituições dos já falecidos será que poderemos ver também os INXS de novo?
Grande post amigo BV, daquelas bandas que tinha sempre uma malha nos nossos tempos da noite.
Um grande abraço

ana disse...

Adoro! aliás recordo-me muito bem de ter ido ver ao pavilhão do restelo!! grupo de gajas c farnel pa ver o Hutchence! lindo!!
ficamos estarrecidas c o suicídio...
mas continuo a ouvir e a vibrar c eles!
bjokas
ana

Anónimo disse...

De facto...Este primeiro grande album foi precedido de 2 singles ainda mais new wave..."Simple Simon" e "The Vegetables" (Nome anterior a INXS e posterior ao primeiro nome da banda:"The Farris Brothers".
Se formos considerar este primeiro album, vai buscar muitas sonoridades e o just keep walking até aparece numa versão (deslavada) no Definitive de 2002 que foi gravada em capri quando eles gravaram o Fool moon Dirty hearts.
Mas sim, a sonoridade, pouco tem a ver com os midle 80's e os sons dos anos 90. Tb tive no restelo a vê-los.
Muitas criticas são-lhes apontadas, mas como os u2, sabiam reiventarem-se, mas o fantasma "need u tonight" (a nivel de percussão e forma de dar riffles de guitarra foi talvez o motivo de alguma declinio da banda depois de X. Mas ainda hoje...são a minha banda preferida.

Anónimo disse...

Hello. And Bye.