domingo, 21 de janeiro de 2007

Depeche Mode - " Reis do Electropop "

Se há bandas que pela sua grandeza merecem ser mencionadas, uma delas é sem dúvida os " Depeche Mode ". São um caso único de longevidade entre todas as bandas surgidas no início dos anos 80, resistindo ao passar do tempo com uma invejável regularidade e sucesso. Se considerarmos o universo do electro/synthpop serão mesmo a banda mais importante em actividade.
Nascidos em 1980 em Basildon, Inglaterra, cedo conheceram o sabor do sucesso com " Just can´t get enough " em 1981, ainda hoje uma das músicas mais célebres dos 80s. Pelo meio ficaram " Everything counts ", " People are people ", " Strangelove ", entre muitas outras. Os anos 90 não podiam ter começado melhor para os Depeche Mode. O álbum " Violator " de 1990 atraiu uma nova legião de fans, sendo considerado o mais importante da banda.
A sua carreira conheceu dois momentos importantes: em 88 com a consagração no mega-concerto do Rose Bowl em Pasadena (L.A.), que deu origem ao álbum ao vivo " 101 ", e em 95 com a tentativa falhada de suicídio de Dave Gahan, encontrado incosciente na sequência de uma overdose de heroína. O fim esteve próximo.
Mas o que destingue as grandes bandas é a sua capacidade de resistência e felizmente os Depeche Mode continuam em boa forma com o seu magnífico som. Esperemos que por muitos mais anos.

No início era assim... " i sometimes wish i was dead ", estávamos em 1981




Escolher as 10 músicas que mais gostamos de um artista não é tarefa fácil. Se alguns pecam pela escassez outros, pelo contrário, primam pela abundância. Os Depeche Mode fazem parte destes últimos, possuindo um repertório bastante vasto. Procurando conciliar critérios de gosto pessoal e de representatividade cronológica, as minhas escolhas são as seguintes:

1 - Just can´t get enough
2 - Everything counts
3 - I sometimes wish i was dead
4 - A question of time
5 - Personal Jesus
6 - Useless
7 - Suffer well
8 - Policy of truth
9 - Enjoy the silence
10 - Strangelove



Depeche Mode no Top Britânico (até 31/12/2005)

Posição geral: 102º (440 semanas)
Albuns: 16 (187 semanas)
Albuns em Top 10: 14
Singles: 42 (253 semanas)
Singles em Top 10: 14

Albuns (excepto compilações) - Posição máxima
Speak and spell - 10º
A broken frame - 8º
Construction time again - 6º
Some great reward - 5º
Black celebration - 4º
Music for the masses - 10º
101 (live) - 5º
Violator - 2º
Songs of faith and devotion - 1º
Ultra - 1º
Exciter - 9º
Playing the angel - 6º


4 comentários:

PF disse...

DEPECHE MODE UM GRUPO PARA ETERNIDADE SEM DÚVIDA PADRINHO!PARA MIM ENJOY THE SILENCE É O SEU GRANDE MOMENTO! E VIOLATOR! AUS VIOLAÇÃO SÓNICA E POPESCA! OBRIGADO POR NOS FAZERES LEMBRAR MAIS UMA VEZ A NOSSA JUVENTUDE!MERCI!

sem titulo disse...

Pois eu queria ter ido ao concerto do Pavilhão atlântico mas foi cancelado por motivos financeiros. Embora já tivessem sido vendidos 20.000 bilhetes.

strange thing

BV disse...

O concerto de Depeche Mode no Pavilhão Atlântico realizou-se a 8 de Fevereiro de 2006! O concerto que foi cancelado era para se ter realizado a 28 de Junho do mesmo ano no Estádio Alvalade XXI. Provavelmente estariam vendidos os 20.000 bilhetes (não sei ao certo), mas não deixam de ser escassos para um recinto com uma lotação de bem mais de 50.000 lugares (se considerarmos relvado e bancadas). Foi pena porque já tinha o bilhete e tive de devolvê-lo, embora tenha sido reembolsado. A One Portugal (empresa promotora) é inteiramente responsável por esta situação ao não perceber que talvez não houvesse público suficiente para realizar dois grandes concertos de Depeche Mode no mesmo ano em Portugal.

sem titulo disse...

tens razão...
E já n é a 1ª vez que eu confundo o local destes dois concertos em Lisboa.

Foi uma grande confusão. E realmente concordo que a promotora foi responsável por isso.